Quase 99% da atividade do dólar é especulação

Os críticos do Bitcoin dizem que a criptomoeda nunca deve ser vista como um meio de troca, porque é usada principalmente para especulação. Thomas Lee, da Fundstrat, discorda dessa afirmação, dizendo que a maioria dos dólares americanos também são usados para especulação.

A empresa de capital de risco Castle Island Venture entrevistou recentemente Tom Lee, Sócio-gerente e Chefe de Pesquisa da Fundstrat Global Advisors. No último podcast On the Bring, Lee argumentou que apenas uma pequena parte do dólar é usada para comprar e vender bens ou serviços, enquanto o restante é usado para especular sobre outros ativos. Portanto, não é justo atacar o Bitcoin.
“Para cada dólar que você usa para comprar um bem ou serviço, ele é usado 95 cinco vezes para especular sobre um ativo financeiro”
Se fizermos as contas, de acordo com a lógica de Lee, apenas 1% do dólar é usado para pagamentos.
Além disso, Lee disse que o principal uso de qualquer moeda é especular e tentar ganhar dinheiro com outros ativos. O executivo do Fundstrat explicou que mesmo as stablecoins como a Libra não desfrutariam apenas da função de meio de pagamento. Enquanto alguns podem usar stablecoins para armazenar valor ou comprar Starbucks, seu principal objetivo é especular sobre outros ativos.
Até os mercados tradicionais, como imóveis, ações e títulos, estão encobertos pela especulação de preços. Portanto, não faz sentido apontar o dedo para o Bitcoin.

Bitcoin tem valor intrínseco

Durante a entrevista de uma hora, Lee também abordou o valor intrínseco do Bitcoin. Ele disse que argumentou que é incorreto dizer que a criptomoeda não tem esse valor.
Em agosto, a Autoridade de Conduta Financeira do Reino Unido atacou o Bitcoin, dizendo que não tem valor intrínseco e alertando os investidores a terem cautela.
No entanto, Lee disse que o Bitcoin tinha um valor real de rede, inclusive com base no custo de produção pago pelas mineradoras. Além disso, a criptomoeda mais antiga ainda está em seu estágio inicial, pois apenas 0,5% dos proprietários em potencial realmente a usam. Quando o Bitcoin tem uma penetração mais alta, sua avaliação quase certamente aumentará.


Um dos aspectos realmente empolgantes no estudo das novas tecnologias que envolvem as chamadas “moedas virtuais”, como o Bitcoin, é seu enorme potencial para ser um dos principais agentes de uma necessária e importante transformação. E esse potencial reside principalmente em um dos atributos da rede Bitcoin, que é ser uma rede distribuída, de livre acesso e resistente à censura, o que pode colaborar no processo de garantir maior autonomia aos indivíduos, diminuindo a necessidade de organismos centralizadores. Essa obra aborda a questão da compatibilização dos institutos jurídicos existentes à essas novas tecnologias e todos os desafios inerentes à quebra de paradigma que elas trazem.


Adquira seu livro clicando na imagem abaixo.


Criptomoedas e Blockchain. 2018



Comece agora mesmo a investir em Bitcoin.




Esta com dúvidas? Fale com um consultor