BLOCKCHAIN

China acelera tecnologia Blockchain

China acelera tecnologia Blockchain para o uso de inteligência artificial, big data e 5G além de transformar a cidade em indústria de chips.

China acelera tecnologia Blockchain, autoridades da Huawei e Nanshan assinaram um acordo para acelerar o uso de blockchain, inteligência artificial, big data e 5G, além de transformar a cidade em uma área de exibição para a indústria de chips”

A administração do distrito de Nanshan, na cidade chinesa de Shenzhen, entrou em cooperação com a gigante de telecomunicações Huawei, com a qual desenvolverá blockchain e outras tecnologias avançadas. Isso foi relatado pela publicação local em inglês Global Times.

“Na sexta-feira, as autoridades da Huawei e Nanshan assinaram um acordo para criar uma zona de demonstração industrial para acelerar o uso de blockchain, inteligência artificial, big data e 5G, além de transformar a cidade em uma área de exibição para a indústria de chips”, com o intuito da China acelera tecnologia Blockchain.

Shenzhen possui o maior centro de tecnologia da China. Aqui também está a sede da Huawei.

Antes, o Banco Popular da China atraía Huawei para testar sua moeda digital. A empresa afirmou que a “cooperação estratégica” com o órgão regulador tem como objetivo pesquisar tecnologias financeiras, mas se absteve de divulgar detalhes.

China acelera tecnologia Blockchain e ter sua moeda digital

Um defensor da criação de uma moeda digital nacional na China é o CEO da Huawei, Ren Zhenfei. 

13 livros que todo mundo precisa ler sobre bitcoin, blockchain e criptomoedas

“A China pode emitir essa moeda em si. Por que esperar até que outros a deixem sair? Um país sempre será mais forte que uma empresa de Internet separada ” 

Afirmou Ren Zhenfei. 

O CEO da Huawei Technology, acredita que a China poderá competir com o Facebook por participação de mercado liberando sua própria moeda digital, escreve a Cointelegraph citando a mídia local.

Genfei falou em uma conferência de imprensa na Itália em 18 de julho, onde afirmou que a China poderia emitir moeda digital sem problemas com as mesmas vantagens que o Facebook pretende oferecer através do stablecoin Libra.

Em 2018, a Huawei introduziu um serviço na blockchain, com o qual empresas de todo o mundo podem criar, lançar e gerenciar seus aplicativos, aproveitando a maior velocidade e os custos reduzidos.

Comentários

Mais Recente

Para cima